Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Pesquisar

Gestão de clínica médica: os 10 principais problemas e como resolvê-los

Conheça os desafios de médicos empreendedores, seus 10 principais problemas na gestão de clínica médica e, o mais importante, 6 formas de resolvê-los.

A gestão de clínica médica não é apenas sobre números e planilhas ou trocar o jaleco por um paletó, é um compromisso diário que equilibra a saúde e o bem-estar dos pacientes com a máxima eficiência dos processos.

Pensando nisso, vamos nos aprofundar nessa administração e jogar luz sobre os principais problemas com uma abordagem mais próxima da realidade.

Também vamos explorar como os profissionais de saúde que lideram essa gestão de clínica médica podem superar os desafios colocando as pessoas, sejam pacientes ou membros da equipe, no centro de tudo.

Desafios de médicos empreendedores

A grande maioria dos médicos são movidos pela paixão de cuidar das pessoas. No entanto, ao decidir empreender na área da saúde, eles se veem diante de uma jornada um tanto quanto delicada.

Como manter a qualidade do atendimento ao paciente, enquanto garantem que a clínica seja um negócio sustentável?

Um dos desafios mais comuns que esses profissionais enfrentam é o gerenciamento do tempo, então, a realidade é que os médicos empreendedores estão sempre com um olho no relógio.

Isso porque eles precisam se dividir entre consultas, diagnósticos, cirurgias e uma lista de tarefas administrativas que nunca parece diminuir, como finanças, gestão de problemas e marketing.

Outro obstáculo é a incerteza do mercado de saúde que, de acordo com os dados mais recentes da Demografia Médica no Brasil (DMB), conta com cerca de 546 mil médicos ativos.

A concorrência é feroz e as mudanças constantes na área e em suas regulamentações podem impactar significativamente a gestão de clínicas médicas. Portanto, são profissionais que devem se adaptar constantemente para se manterem à tona.

Desse modo, o que acaba distinguindo muitos deles é a empatia. Já que não apenas compreendem as necessidades de seus pacientes, mas também reconhecem o valor de suas equipes.

Sendo assim, a gestão de problemas não é só uma estratégia, é parte integrante do sucesso da clínica médica e algo praticado dia após dia.

Mas a boa notícia é que ninguém precisa encarar esses desafios sozinhos, compartilhar experiências e buscar redes de apoio podem fazer uma diferença significativa.

Como essa troca de conhecimento e estratégias ajuda a enfrentar os desafios com mais confiança e sabedoria, vamos nos aprofundar um pouco mais nessa questão.

Bancos em sala de espera vazia

Os 10 principais problemas de gestão em clínicas médicas

Em primeiro lugar, precisamos ter uma visão clara das dificuldades e entender como elas podem afetar a gestão de clínicas médicas. Depois, o mais importante: saber como superá-las.

Abaixo, listamos 10 dos principais problemas inerentes ao dia a dia de médicos empreendedores:

Conciliação entre gestão de clínica e prática médica

Um dos desafios mais reais é que, de um lado, está a responsabilidade de administrar sua clínica e, do outro, o chamado de cuidar de seus pacientes.

Além disso, o curso de graduação em medicina não exatamente prepara os profissionais para essas situações ou fornece as ferramentas necessárias para cuidar de um negócio, mas isso não deve ser um impedimento.

Você pode buscar conteúdos informativos sobre gestão de clínica médica e outros aspectos fundamentais do seu trabalho, como os que compartilhamos no blog da Amplimed e em nossos materiais educativos.

E, no dia a dia, aplicar esse conhecimento para criar um ambiente onde o cuidado com os pacientes é uma prioridade, sem comprometer a gestão eficaz do consultório.

Ausência de planejamento estratégico

Imagine tentar navegar sem um mapa, é o que acontece quando você negligencia o roteiro do seu trabalho.

Esse plano é mais do que um documento, é um guia que influencia suas decisões diárias e orienta seu caminho a longo prazo.

Portanto, ignorar o planejamento operacional pode levar a decisões impulsivas que, por sua vez, afetam a rentabilidade e a experiência do paciente.

Um ótimo exemplo é que investir em equipamentos, ferramentas e tecnologias sem avaliar o impacto real ou expandir sem entender a demanda pode custar caro para o seu bolso.

Equipe médica com diversos profissionais

Manter a harmonia da equipe

Além de cuidar dos pacientes, os médicos empreendedores têm um papel igualmente importante: cultivar a harmonia e motivação da equipe. Isso inclui lidar com desentendimentos, promover um ambiente saudável e investir no crescimento profissional.

Uma situação comum é que um desentendimento entre membros da equipe médica pode afetar a qualidade dos serviços.

Nesse sentido, a habilidade de encarar conflitos e promover um ecossistema positivo se torna crucial. Assim como investir no desenvolvimento profissional da equipe, o que pode melhorar a jornada do paciente.

É mais do que uma tarefa árdua, é uma oportunidade de crescimento e aprendizado contínuo sobre a sua gestão de problemas.

Leia também: Trabalho em equipe na área da saúde: como delegar funções

Falta de capacitação

Em complemento ao desafio anterior, uma equipe médica mal treinada pode levar a erros graves, atendimento insatisfatório e baixa produtividade. Mas e se, ao invés disso, você investisse na sua capacitação?

Os programas regulares de aprimoramento e capacitação podem atualizar o seu time sobre as melhores práticas e permitir que ofereçam um cuidado mais confiável e eficaz em suas funções.

Tecnologia e inovação na assistência médica

A medicina está avançando a cada segundo, inclusive nesse momento, enquanto você lê esse conteúdo. Por outro lado, ainda é comum que profissionais por trás da gestão de clínicas médicas hesitem em abraçar a tecnologia na saúde, perdendo as vantagens dessas inovações.

Adotar um software até pode exigir investimento, treinamento e adaptação contínua. Mas também pode agilizar processos, melhorar o atendimento ao paciente e permanecer relevante na era digital. Então, é uma troca justa.

Leia também: 11 vantagens de um software de gestão para clínicas

Cofre sobre gráficos financeiros e ao lado de pilhas de moedas

Noções de sustentabilidade financeira

Bom, entramos em um campo delicado, a gestão financeira de clínicas médicas pode ser uma batalha constante.

Seja pela falta de contabilidade adequada, reembolsos insuficientes, custos operacionais fora de controle ou pela temida inadimplência, o fluxo de caixa e a qualidade do atendimento são os primeiros a sentir as consequências.

Em casos extremos, podem levar ao acúmulo de dívidas e até mesmo à interrupção dos serviços. Por isso, a gestão financeira deve ser conduzida para manter a clínica saudável e as portas abertas para quem precisa de assistência.

Cumprimento de regulamentações

Querendo ou não, a burocracia é uma realidade na área da saúde, com regulamentações complexas que consomem tempo e recursos preciosos.

Ainda que a conformidade seja vital, pode ser um desafio. Mas também pode ser transformada em uma oportunidade.

Isso porque ao entender e cumprir as regulamentações com eficiência, a sua clínica pode melhorar a qualidade do atendimento, construir confiança com os pacientes e evitar problemas legais.

Leia também: Por que a CID-10 não deve ser mais usada?

Definição de metas

Outro erro que deve passar longe da sua gestão de clínica médica é não traçar metas. Afinal, se não definir um ponto de chegada, você corre o risco de se perder no caminho.

Para evitar que isso aconteça, estabelecer objetivos claros é vital para o seu sucesso. Seu desejo é proporcionar um atendimento de saúde exemplar aos pacientes? Ou aumentar a eficiência operacional?

Leia também: Como criar metas para sua clínica

Estabeleça metas concretas para cada aspecto. Por exemplo, você pode estipular um objetivo de reduzir o tempo de espera dos pacientes em 30% nos próximos seis meses.

Quando você tem essa abordagem, está se comprometendo com um propósito e criando uma visão clara do que deseja alcançar, cada vez mais próximo de superar os desafios do dia a dia.

Comunicação com os pacientes

A comunicação é um aspecto que nunca deveria ser menosprezado na gestão de clínica médica, mas muitas vezes é subestimado.

Afinal, falhas na comunicação podem levar a diagnósticos errados, mau atendimento e insatisfação por parte dos colaboradores.

Enquanto isso, transmitir informações de maneira compreensível e empática, bem como garantir que os pacientes se sintam ouvidos, é um desafio significativo.

Imagine uma paciente ansiosa em sua primeira consulta. Seu médico a recebe com um sorriso, explica o processo de forma clara e ouve suas preocupações atentamente. Tudo isso faz uma diferença marcante na construção de uma relação de confiança com a clínica.

Negligência com o marketing médico

Já o marketing pode ser um grande desafio porque os profissionais da saúde precisam se atentar às regras definidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), principalmente sobre as novas normas de publicidade médica.

Como existem uma série de limitações quando o assunto é divulgação dos serviços de saúde, a violação das mesmas pode levar a penalidades e prejudicar a imagem da clínica.

Por esses e outros motivos, a gestão de clínicas médicas é multifacetada e exige mais do que apenas habilidades. Compreender e superar esses desafios exige um olhar atento, empatia e uma abordagem holística.

Mas os gestores que contornarem esses obstáculos e inovarem seu trabalho podem oferecer uma experiência do paciente excepcional, que proporciona cuidados de qualidade para sua comunidade.

Médico sorridente atendendo paciente

6 formas de melhorar a gestão de clínica médica

Agora que estamos na mesma página sobre os principais problemas da gestão de clínica médica, fica mais fácil encontrar a saída para melhorar o processo.

Para contornar esses desafios com mais leveza, é importante adotar uma abordagem humanizada no trabalho. Ou seja, colocar o paciente em primeiro lugar e buscar formas de tornar a sua jornada mais personalizada e acolhedora.

Então, confira algumas dicas para tornar a sua gestão de clínica médica mais humanizada:

Focar em conhecer seus pacientes

O atendimento ao paciente é o coração de qualquer clínica médica. Afinal, é a porta de entrada para as pessoas, em que a primeira impressão do seu trabalho é moldada e a decisão de retornar ou não é tomada.

Sendo assim, é importante investir em treinamentos para a equipe, definir protocolos a serem seguidos e monitorar o desempenho dos colaboradores.

No entanto, estar sintonizado às necessidades do seu público e buscar formas de atendê-las da melhor forma possível, ir além do comum é o que realmente faz a diferença.

Oferecer atendimento domiciliar ou teleconsulta pode ser a resposta para demandas modernas e corridas.

Para um paciente com dificuldades de locomoção, por exemplo, ser atendido em casa ou por meio de uma videochamada é um alívio imenso para ele e sua família.

Leia também: Atendimento home care e a teleconsulta para terceira idade

Criar um ambiente tranquilo

É importante lembrar-se de que muitas pessoas podem estar passando por momentos difíceis, mas um sorriso e um tom de voz amigável podem ser reconfortantes.

Assim como o atendimento, o ambiente que você proporciona é igualmente vital para a experiência de quem visita sua clínica. Deve ser um lugar acolhedor, onde qualquer paciente se sinta mais confortável e seguro.

Isso não requer necessariamente um orçamento extravagante, mas cuidar da decoração e iluminação ou ainda manter a clínica limpa e organizada são passos significativos.

Dividir suas obrigações com um sistema médico

Como vimos anteriormente, a tecnologia é uma das aliadas mais poderosas na gestão de clínicas médicas. Um software pode, sozinho, ajudar a simplificar os processos, melhorar a comunicação e otimizar o atendimento.

Entre os recursos principais de um sistema médico que podem beneficiar o seu trabalho estão:

  • Prontuário eletrônico do paciente: armazena todas as informações médicas do paciente, o que facilita o acesso dos profissionais de saúde;
  • Sistema de agendamento online: permite que os próprios pacientes marquem suas consultas pela internet, sem precisar ligar ou se deslocar até a clínica;
  • Controle da gestão financeira: ajuda a controlar receitas, despesas, entradas e saídas da clínica, evitando grandes problemas para o fluxo de caixa.

Leia também: Benefícios do prontuário eletrônico do paciente integrado ao agendamento online

Médicos conversando sorridentes

Reconhecer o valor da equipe médica

Não custa nada reforçar: a clínica médica é feita, acima de tudo, de um grupo de pessoas unidas com um propósito em comum. Por isso, prestigiar o trabalho de cada um dos colaboradores é inegociável.

Além do ambiente tranquilo que já falamos, também é importante oferecer salários justos, oportunidades de crescimento profissional e reconhecimento constante do trabalho que todos desempenham.

Uma secretária de clínica médica que se esforça incansavelmente para dar as boas vindas aos pacientes da melhor forma possível, por exemplo, deve se sentir valorizada e motivada.

Leia também: Guia completo: como montar uma equipe médica e mantê-la motivada?

Ter mais controle financeiro

Administrar uma clínica médica sem uma gestão minuciosa das finanças é como voar às cegas, ou seja, bem arriscado.

Nesse sentido, acompanhar de perto as entradas e saídas é o melhor caminho para entender se sua clínica está prosperando ou passando por dificuldades. É como fazer um check-up regular, mas dessa vez, para o seu negócio.

O ponto crucial é evitar a todo custo misturar suas finanças pessoais e profissionais, esse é um erro que pode custar caro, literalmente.

Felizmente, existem os sistemas médicos que mencionamos anteriormente e simplificam esse processo. Tudo isso ao oferecer relatórios detalhados com projeções de receitas e despesas, ajudando a manter seu consultório nos trilhos.

Considerar o investimento em ações de marketing

Se as clínicas médicas estão inseridas em um cenário competitivo, qualquer estratégia para divulgar o seu trabalho e atrair novos pacientes é imperativa.

Existem diversas possibilidades à disposição que podem dar conta disso. Mais do que publicidade, são formas de criar conexões reais com as pessoas que buscam cuidados médicos.

Com o marketing digital, por exemplo, é possível construir uma reputação online sólida ao compartilhar informações relevantes e dicas de prevenção.

Leia também: Marketing médico: um guia completo para implementar na sua clínica

Além de fortalecer os laços com os pacientes, você reforça a sua autoridade e fornece um serviço valioso ao público, que passa a confiar ainda mais no seu trabalho.

É uma declaração do seu compromisso com a saúde e o bem-estar da sua comunidade, afinal, a sua gestão de clínica médica vai além do oferecimento de serviços, é um local onde as pessoas buscam apoio em momentos cruciais das suas vidas.

Temos um infográfico gratuito com o potencial de ajudar a proporcionar ainda mais segurança aos seus pacientes. Garanta o seu e saiba como:

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba novidades todas as semanas em seu e-mail

Posts relacionados

Conheça o sistema de gestão que auxilia no gerenciamento de sua clínica de ponta a ponta e descubra 9 formas práticas para diminuir custos.
Conheça os benefícios, os desafios, as principais integrações e muito mais sobre o prontuário eletrônico, suas funcionalidades e implementação.
Você sabe por que deve implementar um sistema de agendamento médico em sua clínica? Conheça 6 benefícios que podem convencê-lo.
Como medir o faturamento da clínica? Saiba como um sistema de gestão pode ajudar no controle financeiro do seu negócio de saúde.

Antes de falar com nosso time comercial,
nos informe:

Está buscando atendimento médico? Clique aqui

É paciente? Atenção!

Nosso sistema é exclusivo para gestão de clínicas, consultórios e operadoras de saúde. Se você precisa de atendimento, conheça nosso agendamento online e encontre os melhores profissionais.