Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Pesquisar

Você é profissional de saúde? Saiba tudo sobre o atendimento médico domiciliar

O atendimento médico domiciliar ficou ainda mais popular entre quem quer mais praticidade e segurança. Saiba mais sobre esse tema!

O atendimento médico domiciliar, também conhecido como home care, é uma modalidade de assistência médica realizada na casa do paciente. 

Esta opção é bastante escolhida, há muitos anos, por pacientes com dificuldades de locomoção. Mas, especialmente com a pandemia, o atendimento médico domiciliar ficou ainda mais popular entre quem quer mais praticidade e segurança

Leia também: Telemedicina 2.0: o futuro do teleatendimento

Neste conteúdo, você vai saber mais sobre este tema e quais são as vantagens e desafios que esse serviço pode oferecer aos profissionais e pacientes. Aproveite a leitura!

Como funciona o atendimento médico domiciliar no Brasil?
Quais são os desafios do atendimento médico domiciliar?
Quais os benefícios do atendimento médico domiciliar para a clínica?
Quais as normas técnicas necessárias para essa modalidade de atendimento?
Como a telemedicina pode ajudar no atendimento médico domiciliar?

Profissional de saúde entrando em casa de paciente para realizar o atendimento médico domiciliar

Como funciona o atendimento médico domiciliar no Brasil?

De maneira simplificada, o atendimento médico domiciliar é indicado por um profissional que opta por dar mais conforto ao paciente durante seu tratamento.

O serviço é prestado por uma equipe multidisciplinar, que pode variar de acordo com as necessidades da pessoa. Sendo assim, são incluídas consultas, exames, aplicação de medicamentos e, em casos mais graves, internação domiciliar.

Leia também:  Guia da medicina integrativa: entenda o que é, importância e como aplicar

Na internação, é montada uma estrutura com equipamentos de suporte de vida e monitoramento remoto na casa do paciente, pois eles necessitam de cuidados contínuos. 

A modalidade de atendimento médico domiciliar mais utilizada é a ambulatorial, indicada para pacientes com doenças crônicas ou que possuem alguma dificuldade para se locomover. 

Para que o paciente tenha acesso a todos os cuidados que precisa, é comum que eles recebam visitas de outros profissionais da saúde, como nutricionistas, enfermeiros, médicos e fisioterapeutas. 

Como você pôde perceber, existe uma enorme variedade nos serviços que podem ser prestados no atendimento médico domiciliar. 

Mesmo que os pacientes precisem dos dois tipos de serviço, um erro muito comum é confundir essa modalidade de atendimento médico domiciliar com o trabalho realizado pelos cuidadores. 

Falando especificamente do home care, a atividade demanda conhecimentos técnicos na manutenção da saúde para que procedimentos específicos possam ser realizados na casa do paciente, como a administração e aplicação de medicamentos, por exemplo. 

Também são feitas visitas de outros profissionais para acompanhar a evolução do tratamento e analisar a saúde da pessoa. 

Os cuidadores são responsáveis por oferecer auxílio básico e apoio para realizar tarefas do dia a dia à pessoas que estão com a saúde debilitada ou que sofrem com doenças que limitem sua autonomia e locomoção.

Médico segurando estetoscópio.

Quais são os desafios do atendimento médico domiciliar?

Como o tratamento é realizado fora de uma unidade de saúde especializada, podem ocorrer limitações no atendimento médico domiciliar, principalmente em internações. 

Por isso, é muito importante estar em contato com outros profissionais da saúde que compõem a equipe multidisciplinar. Assim, em casos de dúvidas ou emergências, outro médico ou profissional pode oferecer ajuda no atendimento. 

Leia também: Atendimento home care e a telemedicina para a terceira idade

Outras dificuldades presentes no dia a dia dos profissionais de saúde que oferecem o serviço home care são:

  • Atender a individualidade dos pacientes

Mesmo que cada paciente tenha seus costumes, o que pode ser ampliado pelo atendimento em casa, é importante, gentilmente, lembrá-lo da necessidade de seguir as técnicas e procedimentos devidos.

  • Organizar a logística dos atendimentos

Pode haver grande distância entre os locais dos atendimentos. Organizar essa logística de modo que se aproveite tempo e recursos pode ser um grande desafio.

  • Incentivar a autonomia nos cuidadores, pois eles acompanham o paciente na maior parte do tempo

Em alguns casos, os pacientes não sabem muito bem até onde vai o trabalho do cuidador e o do médico, e podem acabar misturando os papéis. 

  • Falta de qualificação dos profissionais

É um desafio encontrar profissionais qualificados para integrar a equipe de atendimento domiciliar. Isso é um problema porque, além de colocar em risco a vida dos pacientes, alguns profissionais do mercado não cumprem as exigências de registro nos devidos conselhos de classe.

Quais os benefícios do atendimento médico domiciliar para a clínica?

O atendimento médico domiciliar leva muitos benefícios para sua clínica, desde o aumento no faturamento, a fidelização de pacientes e o ganho de um diferencial competitivo no mercado.

Veja mais detalhes dos benefícios:

  • Atendimentos mais humanizados

Um atendimento médico precisa, sempre, ser humanizado. Afinal, é a única forma de conquistar a confiança do seu paciente e melhorar a relação com ele. 

Ainda mais quando o atendimento é realizado na própria casa do paciente, há grandes chances de que ele se sinta mais à vontade para se abrir com você.

  • Destaque em relação aos outros profissionais

É fato: oferecer um serviço que os demais ainda não aderiram, te coloca à frente e garante um diferencial competitivo. Os pacientes que optarem pelo atendimento médico domiciliar vão dar preferência à sua clínica. 

  • Mais faturamento

Como você estará oferecendo mais um serviço, vai atrair mais pessoas, especialmente as interessadas pelo atendimento médico domiciliar. 

Por consequência, você vai ver um crescimento no faturamento médico e na visibilidade da clínica.

Médica em atendimento domiciliar aferindo pressão de paciente.

Quais as normas técnicas necessárias para essa modalidade de atendimento?

O atendimento médico domiciliar é regulamentado no Brasil e o CFM determinou como esse tipo de serviço deve ser oferecido, tudo por meio da Resolução nº 1.668/2003.

Basicamente, as empresas responsáveis pelo atendimento médico domiciliar devem:

  • Ter convênio com hospital de retaguarda. Isso é importante para o caso de não ser possível continuar o tratamento domiciliar e o paciente precise ser levado para internação em hospital;
  • Manter um médico de plantão 24 horas, para possíveis emergências;
  • Quando é o caso de  equipes  multidisciplinares  de  atendimento a pacientes internados em  domicílio, o grupo deve ser formado por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais.  

Outras normas que você, profissional interessado no atendimento médico domiciliar, deve prestar atenção: 

  • 15 é o número máximo permitido de pacientes internados em domicílio sob responsabilidade de um único médico;
  • Em  caso  de  óbito  durante  o período de atendimento médico  domiciliar, o médico que cuidava do paciente deve emitir a declaração. 

Leia também: Direito médico: como proteger sua clínica

Paciente em atendimento médico domiciliar via telemedicina.

Como a telemedicina pode ajudar no atendimento médico domiciliar?

Em 5 de maio de 2022, entrou em vigor a Resolução n° 2134/2022 do CFM. A norma é responsável por definir e regulamentar a telemedicina no Brasil.

Você pode ler mais aqui: CFM regulamenta a prática da telemedicina no Brasil

Assim, os centros de saúde podem oferecer atendimento para os pacientes à distância, usando chamadas de vídeo e outras tecnologias de comunicação. 

A teleconsulta é uma ferramenta que  faz toda diferença na vida de profissionais da saúde e pacientes que estão em atendimento médico domiciliar. 

Com ela, o profissional não precisa se deslocar até a casa do paciente para realizar a consulta, resolvendo o problema de organização da logística dos atendimentos que citamos anteriormente.

Queremos destacar que a Amplimed oferece uma plataforma de telemedicina integrada ao sistema de gestão médica. Aproveite para saber mais sobre como essa ferramenta funciona e quais são os benefícios de utilizá-la no dia a dia:

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba novidades todas as semanas em seu e-mail

Posts relacionados

Conheça o sistema de gestão que auxilia no gerenciamento de sua clínica de ponta a ponta e descubra 9 formas práticas para diminuir custos.
Conheça os benefícios, os desafios, as principais integrações e muito mais sobre o prontuário eletrônico, suas funcionalidades e implementação.
Você sabe por que deve implementar um sistema de agendamento médico em sua clínica? Conheça 6 benefícios que podem convencê-lo.
Como medir o faturamento da clínica? Saiba como um sistema de gestão pode ajudar no controle financeiro do seu negócio de saúde.

Antes de falar com nosso time comercial,
nos informe:

Está buscando atendimento médico? Clique aqui

É paciente? Atenção!

Nosso sistema é exclusivo para gestão de clínicas, consultórios e operadoras de saúde. Se você precisa de atendimento, conheça nosso agendamento online e encontre os melhores profissionais.