Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Pesquisar

Telemedicina 2.0: o futuro do teleatendimento

Já descobriu tudo que a telemedicina 2.0 da Amplimed pode fazer pela sua clínica? Conheça já o futuro do teleatendimento.

A telemedicina é um recurso que, não é de hoje, ganha cada vez mais força como categoria de teleatendimento.

Isto se provou verdade não apenas a partir do momento em que as buscas por essa modalidade cresceram de forma latente durante e após a pandemia, mas também com a atenção e desenvolvimento que órgãos públicos voltaram a ela.

Desde que a nova resolução da telemedicina foi aprovada, através da Lei nº 2134/2022, e passou a valer no Brasil, muita coisa mudou para a sua evolução.

Entre elas está, por exemplo, a criação da portaria de telemedicina, assinada pelo Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em 02 de junho de 2022.

Mas algumas regras foram dispostas e devem ser seguidas, entre elas está a determinação de que a cada 180 você deve trazer seu paciente para uma consulta presencial.

Médica examinando paciente

Outra mudança foi a inovação constante de sistemas que oferecem a telemedicina, e, nisto, a solução da Amplimed é pioneira.

Portanto, para o futuro da teleconsulta, o software aprimorou sua ferramenta e desenvolveu a telemedicina 2.0, com recursos mais modernos e sugestões ouvidas pelo público de profissionais da saúde.

Neste artigo, você conhecerá algumas destas novidades.

Médico no celular realizando consulta de telemedicina enquanto paciente mede a temperatura

Recursos que já existiam na telemedicina Amplimed
O que mudou na Telemedicina 2.0 para que seja o futuro do teleatendimento
Sua clínica está pronta para receber a telemedicina 2.0?

Recursos que já existiam na telemedicina Amplimed

Há sete anos a empresa se consolidou como a pioneira da telemedicina no Brasil através de uma ferramenta que integrava prontuário eletrônico e a teleconsulta.

Então a busca é por não alterar a fórmula que tem dado certo, não mexer em time que está ganhando, mas aprimorá-lo, torná-lo mais eficiente e apresentar novos diferenciais.

Neste caso, o que permanece na solução de telemedicina?

01 – Integração com prontuário eletrônico

Um dos fatores que traz humanização à consulta, mesmo realizada à distância, é a praticidade de ter o teleatendimento na mesma tela do prontuário eletrônico, apesar de alguns médicos desconhecerem as vantagens desta integração.

Isso porque o médico não precisa dispensar o foco da atenção do seu paciente para preencher o prontuário e realizar uma boa anamnese.

Pelo contrário, ele permanece interagindo permanentemente com o interlocutor do teleatendimento, o paciente.

Ouvindo suas queixas, entendendo seu quadro, e passando informações essenciais. Isso tudo enquanto anota os dados fornecidos na consulta para que fiquem registrados, posteriormente, no histórico do paciente.

02 – Assinatura digital padrão ICP Brasil em receitas e atestados

Para quem não pode sair de casa por qualquer motivo para comparecer a uma consulta e opta pelo teleatendimento, é improvável conseguir sair para realizar a retirada de uma receita ou atestado.

Concomitante a este problema há ainda um segundo: um documento como este, apenas encaminhado por e-mail, não tem validade jurídica para apresentação em farmácias ou mesmo no trabalho, no caso do atestado médico.

Portanto, é preciso que seja assinado digitalmente antes do seu envio, através de uma padronização que alegue esta validade.

Os documentos como receitas e atestados enviados após o teleatendimento, através da solução de telemedicina da Amplimed, vão com a assinatura digital padrão ICP – Brasil, que cumpre essa função.

De maneira prática qualquer documento trocado através da telemedicina fica, de maneira segura, dentro da legislação.

O que mudou na Telemedicina 2.0 para que seja o futuro do teleatendimento

Dentro do nosso aplicativo de teleatendimento, alguns recursos foram atualizados ou acrescentados, para atender da melhor maneira a demanda dos nossos médicos e profissionais da saúde.

Inversão de câmera

Para que o paciente ou o médico consigam mostrar documentos ou até mesmo informações corporais, como hematomas e inchaços, que não são facilitados pelas câmeras de selfie utilizadas no teleatendimento

Foco na imagem do profissional da saúde ou do paciente

Você pode decidir, durante o teleatendimento em um aparelho móvel, qual imagem deseja manter maximizada como foco.

Assim, o médico consegue ter uma visão mais ampla e detalhada do paciente.

Ativação e desativação de áudio e imagem

Este recurso traz, primordialmente, liberdade. Para o caso de médico ou paciente precisarem se ausentar por instantes da consulta, mesmo que seja para realizar a busca de algum documento.

Notificação sonora e visual de novas mensagens no chat

A atenção ao que é dito por seu paciente pode ocupar todas as frentes, não apenas enquanto ele fala, mas também durante o compartilhamento de mensagens escritas.

As notificações permitem que nenhuma delas passe despercebida durante o processo do teleatendimento.

Compartilhamento de tela

Ao compartilhar a tela, tanto médico quanto paciente conseguem exibir, ao vivo, laudos e imagens que podem ser estudadas e explicadas simultaneamente pelo profissional, para entendimento de quem se consulta.

Atendimento personalizado com apenas um paciente por sala

Uma ferramenta que permite exclusividade, segurança e privacidade ao paciente e ao profissional da saúde.

Chat para conversas e anexos

Assim como a receita digital, é de suma importância a possibilidade do compartilhamento de arquivos como exames de imagens, laboratoriais e laudos como anexos.

Isso porque o teleatendimento não possibilita a leitura física desses documentos, e, deixando para compartilhar depois por e-mail, alguns deles podem se perder.

O anexo compartilhável diretamente na ferramenta de telemedicina permite agilidade na análise e a certeza de que o documento foi recebido pelo destinatário.

Recepcionista de clínica atendendo paciente

Sua clínica está pronta para receber a Telemedicina 2.0?

É importante analisar se a sua clínica está apta a inserir a telemedicina 2.0 na sua rotina.

Não há nenhuma exigência para tal, apenas sugestões de como seria um melhor funcionamento do teleatendimento em uma clínica preparada para recebê-lo.

No nosso artigo Como implantar telemedicina na clínica: confira o guia – Amplimed você confere o passo a passo e o que seu consultório deve dispor para melhor executar o teleatendimento.

Assim que verificar que está pronto para decolar para o futuro da medicina procure a Amplimed e experimente a nossa solução!

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba novidades todas as semanas em seu e-mail

Posts relacionados

Conheça o sistema de gestão que auxilia no gerenciamento de sua clínica de ponta a ponta e descubra 9 formas práticas para diminuir custos.
Conheça os benefícios, os desafios, as principais integrações e muito mais sobre o prontuário eletrônico, suas funcionalidades e implementação.
Você sabe por que deve implementar um sistema de agendamento médico em sua clínica? Conheça 6 benefícios que podem convencê-lo.
Como medir o faturamento da clínica? Saiba como um sistema de gestão pode ajudar no controle financeiro do seu negócio de saúde.

Antes de falar com nosso time comercial,
nos informe:

Está buscando atendimento médico? Clique aqui

É paciente? Atenção!

Nosso sistema é exclusivo para gestão de clínicas, consultórios e operadoras de saúde. Se você precisa de atendimento, conheça nosso agendamento online e encontre os melhores profissionais.