Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Registro de pacientes Amplimed estreitando elos na consulta

Registro de pacientes Amplimed

Compartilhe esse artigo em suas redes

Pop up de notícias sobre a CFM, regulamentação da Telemedicina no Brasil

A criação de um laço firme é importante em uma relação médico-paciente por inúmeros fatores. O registro de pacientes Amplimed colabora para que esses requisitos sejam cumpridos e para que a sensação de desconforto fique restrita apenas aos sintomas relatados na anamnese.

Do check list para a criação dessa relação saudável, um dos mais importantes é a confiança depositada um no outro. 

Tanto médico quanto paciente precisam sentir que têm a liberdade de falar sobre os sintomas, sobre os possíveis diagnósticos, tratamentos e seus efeitos, e que há abertura para tirar dúvidas – até mesmo em um pós-atendimento voltado à fidelização.

Nesse quesito, o registro de pacientes Amplimed auxilia, com campos de preenchimento formulados especialmente para conhecer um pouco melhor sobre o paciente antes mesmo da sua entrada em consulta, em uma quebra de gelo e um bate papo mais informal, tirando a tensão e o medo de um diagnóstico indesejado.

Não queremos que aqueles que se consultam com os doutores utilizadores do registro de pacientes Amplimed sintam como se não tivessem recebido a devida atenção, assim como não queremos que nossos especialistas sintam dificuldade em direcionar corretamente esse cuidado e delicadeza.

Por isso a nossa ponta de atenção começa fora do consultório, enquanto a secretária preenche a ficha cadastral do paciente, permitindo que o profissional da saúde receba as informações que necessita para conhecer a história pessoal daquele de quem irá cuidar.

No registro de pacientes Amplimed informações como nome, empresa, profissão, como chegou ao consultório, religião, são solicitadas como forma não apenas de manter a situação cadastral atualizada, mas de entender de onde vem o paciente e as razões para alguns traços de sua personalidade.

Neste conteúdo abordaremos a importância de cada uma dessas lacunas para cultivar um ambiente de consulta gentil e empático.

Como o registro de pacientes Amplimed ajuda a mitigar condutas consideradas inadequadas em atendimento

Entre as queixas de pacientes sobre o modo como foram atendidos ao frequentar pela primeira vez uma clínica estão exames físicos que deixaram a desejar em termos de atenção e a falta de uma escuta ativa dedicada.

Um médico precisa ter a sensibilidade de formular as perguntas certeiras para entender o que o paciente sente e outras que o permitam conhecer o histórico dele e saber se o problema apontado já vem de algum tempo.

Por isso, questionamentos e dados coletados já na recepção, por uma secretária médica eficiente, e cadastrados no registro de pacientes Amplimed, auxiliam o profissional a se preparar com perguntas e conselhos assertivos.

Assim, o paciente se sentirá acolhido para falar abertamente de suas queixas, e o especialista sentirá a liberdade para uma conversa aberta sobre as possíveis causas, prevenção, diagnósticos e tratamentos.

Campos que fazem o registro de pacientes Amplimed humanizar uma consulta

Registro de pacientes Amplimed

As primeiras mãos que passam pelo registro de pacientes Amplimed são as da secretária médica. 

Logo na recepção ela fará uma série de perguntas abordadas em nosso cadastro para conhecer um pouco mais sobre o paciente, e cada uma delas tem a finalidade de ajudar a entender mais sobre a história individual deles e, até mesmo, traços da personalidade de cada um.

  1. Nome no registro de pacientes Amplimed

O nome pode parecer o dado mais básico de uma ficha cadastral, afinal de contas, é o mínimo necessário para conhecer seu paciente e tratá-lo de forma adequada.

E por muito tempo foi visto apenas como forma de tratamento, porque não era viável chamar um paciente apenas de paciente.

Hoje a questão ainda ganha novas nuances, pois se faz cada vez mais presente uma preocupação a respeito de nomes e pronomes correspondentes a cada identidade de gênero.

Quando um paciente transgênero chega à sua clínica, ele deve ser tratado pelo nome social com o qual se identifica.

A pauta é tão atual que foi regulamentada e está em legislação no Decreto nº 8.727, que trata, em âmbito federal, da utilização do nome social de acordo com a identidade de gênero das pessoas transexuais e travestis. 

O artigo que aborda o uso do nome social diz:

“Art. 3º: Os registros dos sistemas de informação, de cadastros, de programas, de serviços, de fichas, de formulários, de prontuários e congêneres dos órgãos e das entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional deverão conter o campo “nome social” em destaque, acompanhado do nome civil, que será utilizado apenas para fins administrativos internos.”

Mesmo com toda essa regulamentação e briga por direitos, ainda há pouco o assunto gerou polêmica. A opção para incluir nome social na carteira de vacinação e no SUS foi bloqueada pelo CadWeb. Todos os outros campos da ficha eram passíveis de alteração, menos esse. 

  1. Empresa e profissão no registro de pacientes Amplimed

Uma forma de conhecer o seu paciente é saber qual é a ocupação dele durante o dia a dia.

Além de uma boa maneira de quebrar o gelo, pois é possível, antes de uma consulta que poderia ter algum grau de tensão, conversar sobre amenidades.

Mas, para além dessa funcionalidade, conhecer a empresa e a profissão do seu paciente permite também conhecer o histórico dele.

Se a queixa apresentada for referente a algo de sua rotina, um problema ocupacional, o tratamento preventivo já poderá começar a ser estudado aí mesmo.

Muitos pacientes chegam com sintomas como dores crônicas, achando que estão com alguma questão ortopédica que pode ser facilmente resolvida com um relaxante muscular, quando na verdade já evoluíram para um quadro de L.E.R. (Lesão por Esforço Repetitivo).

Através do conhecimento da área profissional do paciente, o médico consegue entender a origem do problema, estabelecer o diagnóstico correto e prescrever um tratamento adequado, que pode ir desde uma fisioterapia combinada com medicação, até o afastamento de sua atividade até sua recuperação.

  1. Como chegou ao consultório

Esse campo talvez seja mais relevante para o próprio médico do que para o paciente. 

Contando com opções de preenchimento automático como Google, Facebook, Instagram, indicação de conhecidos, revistas e outros, o profissional consegue saber, através desse dado no registro de pacientes Amplimed, quais canais de comunicação estão funcionando como ponte de pacientes para sua clínica, e quais precisam ser aprimorados.

Isso dará um panorama geral ao médico para reestruturar financeiramente o seu consultório, de modo a investir mais verba em canais que geram resultados, e diminuir custos dos que não angariam a quantidade de pacientes necessária.

  1. Religião 

Perguntar a religião ao realizar o registro de pacientes Amplimed pode parecer um item mais supérfluo apenas para quem não tem conhecimento de como a religião pode afetar alguns resultados médicos, inclusive sobre tratamentos imprescindíveis e tomadas de decisões emergenciais.

É claro que também pode ser utilizado como um item de quebra de gelo no início da conversa, mas ser visto apenas dessa maneira é extremamente raso.

É justamente por vivermos em um estado laico que a liberdade e diversidade religiosa no Brasil é enorme. Porém toda essa abertura faz, especialmente a medicina, esbarrar em alguns problemas éticos, e por vezes, legais.

Restrições impostas por certas religiões, e que, pela liberdade não deveriam ser contestadas, podem acarretar situações mais sérias.

Um caso pontual que pode ser considerado parte dessa grande problemática é a recusa de transfusão de sangue devido à religião.

No evangelho seguido por Testemunhas de Jeová, por exemplo, os textos bíblicos aconselham a abstenção de sangue, colocando que o sangue é a vida e pertencente a Deus.

Apesar dos indícios de que, segundo a liberdade de crença, um médico não deve desrespeitar a fé do seu paciente e que o Estado e o Jurídico não irão interferir para fazer com que haja a obrigatoriedade de salvar a vida a qualquer custo, não agir é uma questão.

Um médico quando encontra necessidade de transfusão de sangue em pacientes que seguem tal religião, se encontra em um dilema ético encarando a contestação do juramento da sua profissão.

Estando o paciente consciente, ainda assim há a contestação de médicos, hospitais, e até mesmo judiciais, de modo a zelar, primeiramente, pela preservação da vida humana.

O registro de pacientes Amplimed trabalhando em prol da sua clínica humanizada

O software de gestão em saúde da Amplimed foi fundado por três frentes, sendo dois empreendedores em TI e um médico ortopedista, justamente porque, dessa forma, é possível ter total conhecimento sobre as necessidades que um médico percebe dentro da clínica.

Repassá-las para que seja programado um sistema eficiente, prático e que satisfaça todas as demandas cadastrais que um médico tem, fica mais fácil com um olhar interno.

Todos os campos citados neste conteúdo foram estudados em campo, em consulta, e selecionados rigorosamente para que auxiliassem a cumprir a meta de uma clínica mais humanizada, mais próxima e acolhedora com o paciente.

E, juntamente a isso, para que o médico tenha mais segurança em sua assertividade, já que muitas das lacunas de preenchimentos são colaborativas com um diagnóstico certeiro e abrindo espaço para o tratamento ideal.

A nossa plataforma conta com outros recursos além do registro de pacientes Amplimed, como prontuário eletrônico (PEP), agendamento eletrônico, sistema de gestão financeira, mídias do paciente, telemedicina seguindo todas as normas formalizadas pelo governo, assinatura digital de documentação, sistema em nuvem protegido pela LGPD.

Para conhecer todo o nosso sistema basta entrar em contato com um de nossos consultores, e, se você já estiver preparado para ingressar com a sua clínica no futuro da medicina, faça agora mesmo um teste grátis!

Compartilhar em:

Olá amigo(a), conheça o software Amplimed, feito por médicos, com a intenção de contribuir com o ecossistema da saúde de forma digital.
Doutor marcos andré
Marcos. A. Sonagli
Ortopedista
5/5
"A Amplimed é uma empresa séria e competente, presta um serviço de referência no atendimento e suporte ao cliente. O sistema é de fácil manuseio, oferece suporte instantâneo, possui múltiplas funções que facilitam a organização da sua clínica."
Que tal testar grátis o sistema Amplimed?