Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Por que a saúde digital vai prosperar mesmo após a pandemia?

a saúde digital Amplimed

Compartilhe esse artigo em suas redes

Pop up de notícias sobre a CFM, regulamentação da Telemedicina no Brasil

A saúde digital é uma nova maneira de se praticar a medicina, onde são usadas abordagens e ferramentas digitais durante os processos. 

Algumas inovações já estão presentes em hospitais, clínicas e consultórios, principalmente durante a pandemia causada pelo coronavírus. Por isso, algumas pessoas têm dúvidas sobre a continuidade da saúde digital após esse período. 

Porém, são inúmeras as vantagens oferecidas pelo uso da saúde digital. Além disso, há normas e legislações vigentes desde antes da pandemia para que a transformação digital possa ser praticada cada vez mais na área médica. 

Mesmo que o Brasil ainda tenha um longo caminho para percorrer nesse sentido, não temos como negar os benefícios que a saúde digital está trazendo na jornada do paciente em instituições de saúde do mundo todo. 

Por isso, hoje vamos falar mais sobre o que esse termo significa, suas vantagens e aplicações de tecnologias na área médica. Continue conosco e saiba mais! 

O que é saúde digital? 

Também chamada de e-saúde, a saúde digital é uma transformação de processos médicos, onde a tecnologia é usada para melhorar a vida de pacientes e profissionais da área. 

O Ministério da Saúde define o termo como “o uso de recursos de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) para produzir e disponibilizar informações confiáveis, sobre o estado de saúde para quem precisa, no momento que precisa. O termo Saúde Digital é mais abrangente do que e-saúde e incorpora os recentes avanços na tecnologia como novos conceitos, aplicações de redes sociais, Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial (IA), entre outros.”

Algumas das áreas da medicina que sofrem impactos positivos com a saúde digital são o acompanhamento de quadros clínicos, pesquisas, treinamentos e atendimento personalizado e humanizado. 

Um dos principais objetivos da transformação digital é monitorar a saúde da população com ações direcionadas à coleta de dados dos pacientes, medicamentos, exames e tratamentos.

Usando crowdsourcing para integrar informações de um grupo ou região do país, é possível identificar surtos de doenças e divulgar campanhas de conscientização, prevenção e tratamento. 

Falando sobre a pandemia, essa tecnologia foi essencial para acompanhar o crescimento e redução dos casos e mortes. 

A pandemia também acabou acelerando o processo de adaptação e implementação da telemedicina. Nela, o médico utiliza a videochamada para fazer a consulta com seus pacientes sem a necessidade do contato presencial, reduzindo os riscos de contaminação. 

As vantagens da telemedicina vão além disso. A tecnologia também permite que pacientes distantes dos grandes centros urbanos possam se consultar com o médico que desejarem sem perder horas no trajeto. Nesse caso, apenas pacientes mais graves precisam de uma consulta presencial. 

Quais são os avanços da saúde digital no Brasil? 

Como mencionamos no início do texto, o Brasil já possui uma estratégia de saúde digital ativa e em funcionamento. A iniciativa foi aprovada pela Resolução CIT n°19, em 2017, pela Comissão Intergestores Tripartite (CIT). 

A Estratégia e-saúde para o Brasil é um documento que estipula a visão estratégica para a saúde digital brasileira, alinhado às diretrizes e princípios do SUS, assim como a política brasileira de governo eletrônico. 

Além disso, o documento também apresenta nove ações estratégicas para avançar o panorama da saúde digital brasileira. São eles: 

  • Reduzir a fragmentação das iniciativas de estratégia da saúde digital no SUS e aprimorar a governança da estratégia;
  • Fortalecer a intersetorialidade de governança de estratégia da saúde digital;
  • Elaborar o marco legal de estratégia da saúde digital no país;
  • Definir e implantar uma arquitetura para a estratégia da saúde digital;
  • Definir e implantar os sistemas e serviços de estratégia da saúde digital;
  • Disponibilizar serviços de infraestrutura computacional;
  • Criar arquitetura de referência para sustentação dos serviços de infraestrutura;
  • Criar a certificação em estratégia da saúde digital para trabalhadores do SUS; 
  • Promover a facilitação do acesso à informação em saúde para a população

A visão de saúde digital brasileira foi acompanhada pelo Plano de Ação, Monitoramento e Avaliação da Estratégia, que teve início em 2019 e terminará em 2023. Seu objetivo é identificar, priorizar e integrar programas, projetos e ações de saúde que compõem e Conecte SUS

A aplicação de projetos, ações e programas terá como base a Estratégia de Saúde Digital, que começou em 2020 e terá continuidade até 2028 em três eixos de atuação que vamos explicar a seguir: 

  • Eixo 1 – Ações do MS para o SUS – Este eixo reconhece e valoriza o Programa Conecte SUS e suas iniciativas como ações essenciais para que a visão de saúde digital seja alcançada.
  • Eixo 2 – Definição de Diretrizes para Colaboração e Inovação em Saúde Digital – Este eixo reconhece e valoriza a necessidade de expansão e consolidação da governança e dos recursos organizacionais que sustentarão a Estratégia de Saúde Digital.
  • Eixo 3 – Estabelecer e Catalisar a Colaboração – Este eixo visa à implantação do Espaço de Colaboração da Estratégia de Saúde Digital, como um espaço conceitual, virtual, distribuído, lógico e físico que viabilize a colaboração entre todos os atores em saúde digital, com claras definições de expectativas, papéis e responsabilidades.

O Ministério da Saúde também citou as prioridades da estratégia de saúde digital brasileira: 

  1. Governança e Liderança para a ESD;
  2. Informatização dos 3 Níveis de Atenção
  3. Suporte à Melhoria da Atenção à Saúde
  4. O Usuário como Protagonista
  5. Formação e Capacitação de Recursos Humanos
  6. Ambiente e Interconectividade
  7. Ecossistema de Inovação

Quais são os benefícios oferecidos pela saúde digital? 

Garantir o bem-estar dos pacientes, reduzir os gastos de clínicas e melhorar a produtividade da equipe médica são algumas das vantagens oferecidas pela saúde digital. 

As ferramentas associadas a esse tipo de tecnologia facilitam a rotina e são capazes de adicionar mais qualidade aos tratamentos e acompanhamentos médicos. Veja mais benefícios abaixo: 

Facilidade e precisão nos diagnósticos 

Ao utilizar sistemas e ferramentas como big data e inteligência artificial, a instituição de saúde começa a trabalhar com um grande volume de informações em seu banco de dados, o que permite um acompanhamento mais preciso e, consequentemente, diagnósticos mais assertivos. 

Ter algumas informações a mais dentro do histórico do paciente pode fazer toda diferença durante o tratamento, como cirurgias anteriores, medicamentos tomados e casos de doenças na família. 

Otimização de consultas, prevenção e tratamento 

Com certeza, seus pacientes já sofreram por conseguir marcar uma consulta na sua clínica para daqui a dois meses, não é mesmo? 

A telemedicina permite que consultas mais simples sejam realizadas a distância, onde o paciente pode tirar suas dúvidas e evitar que seu caso clínico evolua para algo mais grave. 

Outro ponto importante são os aplicativos, também chamados de wearables, que ajudam os pacientes a se lembrarem dos horários de medicação, agendamentos e alguns cuidados essenciais para prevenir doenças. Eles também são capazes de coletar e reunir informações importantes, como frequência cardíaca, calorias consumidas e gastas, etc. 

Automatização de processos 

Em instituições de saúde, pequenos erros em preenchimentos de informações, agendamentos de consultas, prontuários e receitas são comuns, mas podem gerar problemas muito maiores. 

Os sistemas de gestão para médicos, como o Amplimed, automatiza essas e outras tarefas, permitindo que você e sua equipe tenham mais tempo para focar nos pacientes e oferecer um atendimento de qualidade. 

Autonomia para os pacientes  

a saúde digitalOs wearables e dispositivos IoT permitem que os pacientes tenham mais autonomia e consigam fazer a gestão da sua saúde.

Os smartwatches, por exemplo, oferecem um meio seguro e confiável para que os usuários acompanhem informações sobre sua circulação sanguínea, nível de oxigenação e atividade cardíaca. 

Da mesma forma, médicos também podem oferecer algumas dicas e auxílio com apenas alguns toques de distância. 

Assim, além de autonomia, você também estará oferecendo autoconhecimento para seus pacientes. Dessa forma, fica mais simples antecipar problemas de saúde e reduzir possíveis graves consequências. 

Se tornar mais consciente do seu próprio estado de saúde vai permitir que o paciente escolha o melhor caminho para melhorar seu bem-estar. 

Mais eficiência no dia a dia 

A saúde digital e os sistemas de gestão permitem que a sua clínica tenha mais recursos para oferecer o melhor atendimento em todas as etapas da jornada do paciente. 

A automação de alguns processos, por exemplo, pode eliminar falhas dentro de processos repetitivos. Além de melhorar o atendimento, isso também irá reduzir custos para a sua clínica. 

Um exemplo é a melhora na sua relação com outras instituições e operadoras de saúde, principalmente em relação a redução de glosas médicas

Mais confiança na relação médico e paciente 

Não são apenas os pacientes que podem se beneficiar de wearables, biossensores e dispositivos IoT. 

A tecnologia 5G e a Internet das Coisas são capazes de aproximar médicos e pacientes, simplificando o monitoramento de dados vitais, como frequência cardíaca, nível de glicose, calorias ingeridas e gastas, horários de medicamentos, etc. 

Dessa forma, o médico consegue identificar o tratamento mais eficaz junto com seu paciente, além de detectar problemas de saúde em seu estágio inicial, facilitando o diagnóstico e cuidados posteriores. 

Como a saúde digital está sendo aplicada atualmente? 

a saúde digital Amplimed

Por ser algo muito recente, grande parte das tecnologias relacionadas à saúde digital estão em estágio inicial ou em fase de desenvolvimento. Porém, temos um mundo de possibilidades com as soluções que podem ser utilizadas atualmente. 

Sozinhas ou aplicadas em conjunto com outra ferramenta, as soluções permitem que os profissionais e instituições de saúde utilizem de novos métodos, ferramentas e canais para melhorar tratamentos e processos ligados à área.

Hoje, as principais aplicações de saúde digital estão nas áreas de: 

Como um sistema de gestão pode ajudar na implantação da saúde digital? 

Com tantas opções, dá vontade de iniciar a transformação digital hoje mesmo na sua clínica, não é? Isso é possível graças ao sistema de gestão para clínicas Amplimed

A nossa solução permite que você centralize todos os dados de seus processos, reduzindo custos, melhorando o relacionamento com pacientes e operadoras de saúde, além de otimizar e humanizar o atendimento. 

Também oferecemos uma plataforma de telemedicina segura para que você atenda seus pacientes onde eles estiverem. Isso vai permitir que sua fila de espera diminua e você consiga promover saúde para mais pessoas. 

Que tal implantar a saúde digital na sua empresa? Conte com a Amplimed, a melhor ferramenta para isso. Teste nosso sistema gratuitamente por 10 dias e sinta a diferença na sua gestão!

Compartilhar em:

Olá amigo(a), conheça o software Amplimed, feito por médicos, com a intenção de contribuir com o ecossistema da saúde de forma digital.
Doutor marcos andré
Marcos. A. Sonagli
Ortopedista
5/5
"A Amplimed é uma empresa séria e competente, presta um serviço de referência no atendimento e suporte ao cliente. O sistema é de fácil manuseio, oferece suporte instantâneo, possui múltiplas funções que facilitam a organização da sua clínica."
Que tal testar grátis o sistema Amplimed?