Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Holding familiar para médicos: o que é?

holding familiar

Compartilhe esse artigo em suas redes

Pop up de notícias sobre a CFM, regulamentação da Telemedicina no Brasil

Holding familiar para médicos é um assunto que precisa ser pensado e refletido por todos os donos de uma clínica ou hospital. 

Construir uma empresa é algo muito trabalhoso e que requer muita persistência, aplicações e correção de técnicas de administração e de gestão para que bons resultados sejam colhidos.  

Essa empresa pode te levar a ter patrimônios significativos depois de décadas de atuação. Esses não precisam ter data de validade. Podem perpetuar por muito mais tempo do que você pode imaginar. 

A própria medicina nos ensina que as funções biológicas de uma pessoa tem um tempo de duração que pode ser maior ou menor de acordo com hábitos, rotinas e prevenções que fazemos no decorrer da vida. 

Seja tendo práticas mais saudáveis ou não, a expectativa média de vida de um brasileiro está nos 76 anos. Esse cálculo foi feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Ainda que você naturalmente não tenha a possibilidade de acompanhar todos os anos de existência da sua empresa, tudo o que foi conquistado não precisa acabar. As sistemáticas que você desenvolveu e que vem aprimorando ao longo dos últimos anos podem continuar existindo por séculos a fio. 

Com essa perspectiva que se cria então a necessidade de preservar o seu negócio hoje mesmo e encontrar as melhores maneiras de passá-lo para frente. 

Na esfera da medicina essa prática é muito comum, ainda mais porque a profissão é exercida de geração em geração de uma determinada família. Uma pessoa que viu o avô realizar inúmeras cirurgias ao longo da vida pode ter se interessado em aprender a fazer a mesma coisa. A história pode se repetir com os filhos dessa pessoa e até mesmo com os netos. 

Para que esse processo de sucessão familiar seja feito de maneira segura e positiva, a Amplimed preparou um conteúdo para você entender tudo sobre o assunto. Acompanhe o texto abaixo! 

holding familiar

O que é holding familiar? 

Hold é uma palavra da língua inglesa que significa conter, segurar e reter. Então quando falamos de holding, estamos falando de barrar alguma coisa. 

Na área corporativa, a holding é uma empresa que foi criada para controlar patrimônios. Essa empresa tem participações societárias de outras empresas em formato de cotista ou acionista. Todo o patrimônio de uma holding é formado por participações societárias diversificadas. 

Na maioria dos segmentos que uma holding é utilizada é com a intenção de uniformizar e centralizar as decisões que um grupo empresarial deve tomar em vários momentos ao longo da existência de um CNPJ. 

Muito se fala de holding quando há uma preocupação com o planejamento sucessório de um determinado estabelecimento. Existem dois principais tipos: 

Holding pura: com finalidade única e exclusiva de participar de outras sociedades. 

Holding mista: Tem a participação em outras sociedades, mas também tem um operacional que visa fins lucrativos. 

No assunto em questão desse texto, o objetivo do holding familiar é proteger os ativos de uma sociedade constituída por membros da mesma família e também criar regras de gestão para os sucessores à diretoria. 

Todo o capital da empresa é integrado e absorvido pela holding familiar. Depois desse processo, as quotas de ações ou então as sociais são transferidas aos herdeiros se houver uma cláusula que prevê doação. Todos os valores são estabelecidos pelo doador.

Como é a holding familiar para médicos? 

Você precisou ter estudos extras para passar no curso de medicina na faculdade. Depois enfrentou anos acadêmicos e mais alguns de treinamento. Para quem se especializou, mais uma pilha de livros, horas de práticas e artigos que precisaram ser publicados. 

Não bastando todo esse processo, ainda precisou de capitais financeiros e emocionais para abrir a própria empresa na área de saúde. Noções administrativas, financeiras, burocráticas e de gestão precisaram ser desenvolvidas. Testes e mais testes foram feitos até encontrar a melhor forma de atender a população. 

São décadas de dedicação que se transformaram em frutos cognitivos e materiais. Não dá pra tornar tudo isso vulnerável, sem o mínimo de blindagem, certo? 

A grande diferença é que a holding para médicos têm enfoque total no controle e administração dos bens familiares. Estando incluso imóveis, automóveis, equipamentos, investimentos financeiros e etc. 

Todas as empresas podem ser surpreendidas com ações judiciais. Para os médicos isso pode ser pior do que em outros setores da economia. 

Os médicos assumem a responsabilidade de cuidar e zelar pela vida das pessoas. Todos os bens dos sócios podem ser bloqueados se a justiça entender que houve um erro médico ou então falta de pagamento devido em um caso trabalhista. 

A holding familiar para médicos pode ser o diferencial nessa situação, servindo como forma de preservar não somente valores pessoais, mas também o bom andamento da sua clínica. 

Se os seus bens são levados para esse tipo de empresa, fica difícil da justiça ter acesso, diminuindo as chances de ocorrer bloqueios imediatos e dando mais tempo para criar estratégias para resolver a situação sem muitos danos. 

Quais os objetivos? 

O principal objetivo do holding familiar é proteger todo o patrimônio que já foi conquistado e estabelecido pela empresa de possíveis complicações no futuro, como dívidas, processos judiciais e demais motivos que levariam a perda de patrimônio. 

Se preocupar em ter uma holding familiar é fazer a divisão ainda em vida do patrimônio que você construiu. 

Uma das formas de garantir uma boa relação pessoal entre os familiares é manter uma comunicação assertiva e objetiva. O patriarca ou matriarca da família que começou os negócios no ramo médico devem manifestar as próprias vontades em vida, deixando de forma lúcida e transparente quais os desejos, anseios e pretensões para o negócio e para os herdeiros. 

Principais benefícios 

– Redução de custos tributários 

Precisamos ficar atentos quando o assunto é pagamento de impostos. Dependendo da modalidade há um tipo de tributação diferente. Seguindo o reajuste da tabela do IR, se todos os seus rendimentos estiverem em pessoa física, a tributação sobre esse rendimento é de 27,5%. Se for no formato de pessoa jurídica, essa porcentagem cai para 12%. Essas informações estão em uma tabela que é atualizada de forma anual pelo governo federal. 

Geralmente as empresas de holding familiar precisam fazer parte do regime tributário chamado de Lucro Presumido. Nele, há um cálculo de impostos de 32% sobre a receita bruta. 

– Planejamento tributário 

Essa é uma das principais vantagens sobre o assunto. É a forma mais fácil de ter uma melhor administração de bens. 

Ter um planejamento tributário vai contribuir de maneira direta para que a estrutura jurídica seja mais assertiva. É por meio desse documento que são definidos os mecanismos de conforto e segurança para os administradores. Dessa maneira se torna mais fácil evitar períodos de contingência e arbitrariedades fiscais que possam interferir no esqueleto de cada empresa. 

– Proteção do patrimônio 

Planejar a sucessão do patrimônio para evitar brigas familiares e um gasto de energia muito mais focado em resolver conflitos do que dar andamento ao empreendimento. 

É assim que litígios judiciais são evitados, afinal, todos os envolvidos saberão como agir em caso de partilha. Também há diminuição ou exclusão do processo de inventário.

– Perpetuação do patrimônio

O modelo de holding familiar protege todos os bens pessoais do sócio ou então dos acionistas. Isso porque a forma societária escolhida tende a ser composta apenas pelos sócios que foram escolhidos, eliminando a participação e entrada de pessoas que não fazem parte do negócio, como em caso de inclusão de dependentes, casamentos ou até separações. 

Na holding familiar para médicos também deve estar prevista a proibição de retirada de bens por motivos determinados previamente. 

Penhoras, execuções contra sócios e demais constituições judiciais são impedidas de ocorrerem porque o patrimônio será de responsabilidade da holding e não de uma pessoa física. 

Esses tópicos auxiliam a holding familiar para médicos a não se enquadrarem no regime de falência estabelecido pela Lei 11.101 feita de 2005. 

– Planejamento sucessório 

Você precisará desenvolver um conjunto de medidas para criação, execução e organização de todas as atividades que a empresa desempenha. Será como uma espécie de guia e manual para passar o bastão a outra pessoa. 

Com esse processo documentado, as chances de erros ou alterações nos padrões já testados e aplicados são menores. 

No planejamento sucessório também são definidos os critérios para herdeiros assumirem o cargo; informações sobre os bens da empresa; formas de administrar os bens da família e como deve acontecer a saída de familiares se preciso for. 

– Maior controle patrimonial 

Ter uma holding familiar para médicos faz com que uma única Pessoa Jurídica faça o controle de todo patrimônio familiar e empresarial. Um administrador pode ser o responsável por fazer esse gerenciamento sempre pensando nos interesses dos sócios e na melhor maneira de lidar com os bens materiais. Normalmente essa pessoa escolhida deve ter amplo conhecimento acadêmico e técnico, além de experiências anteriores. Evitando assim dilapidação patrimonial. 

– Redução no tempo burocrático 

Abrir uma empresa de holding leva, em média, 30 dias. Já o processo de inventário judicial tem duração de 3 anos, a contar do ajuizamento até a expedição formal da partilha. Decisões sobre imóveis entram nessa contagem de tempo. 

Uma holding familiar só terá sucesso se o seu estabelecimento na área da saúde gerar bons resultados nos dias de hoje. Cuidar das atividades que você desenvolve agora é o primeiro passo. Sem isso, não haverá o que passar para filhos, netos e bisnetos. 

A boa qualidade no atendimento é fundamental para que exista uma boa rotatividade de pacientes no seu consultório. É por meio da excelência que o seu trabalho é reconhecido e bem remunerado. 

A tecnologia é uma importante aliada para proporcionar essa conquista a sua empresa. Utilizar um software de gestão pode facilitar não só as rotinas que você desempenha, mas também dos demais colaboradores que fazem parte do seu quadro de funcionários. Automatizar processo é uma maneira de otimizar tempo, aumentar a produtividade e elevar o lucro. Tudo isso sem perder a qualidade! 

Com a Amplimed você pode: 

  • Fazer agendamentos online
  • Ter prontuário eletrônico com módulo por especialidade e ainda em tela única 
  • Plataforma de telemedicina  
  • Módulo de controle financeiro 
  • Controle de estoque 
  • Módulo de pagamento 
  • Faturamento TISS
  • Acesso 100% na nuvem 
  • Certificação digital 
  • Segurança digital de acordo com a Lei Geral de Proteção de dados
 

Está esperando o que? Preencha os dados abaixo e comece o teste grátis agora mesmo e veja por conta própria como o seu patrimônio pode ser ainda maior a partir da utilização de um ótimo sistema de gestão.

Compartilhar em:

Olá amigo(a), conheça o software Amplimed, feito por médicos, com a intenção de contribuir com o ecossistema da saúde de forma digital.
Doutor marcos andré
Marcos. A. Sonagli
Ortopedista
5/5
"A Amplimed é uma empresa séria e competente, presta um serviço de referência no atendimento e suporte ao cliente. O sistema é de fácil manuseio, oferece suporte instantâneo, possui múltiplas funções que facilitam a organização da sua clínica."
Que tal testar grátis o sistema Amplimed?