Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Pesquisar

Franquias médicas como oportunidades de negócios

As franquias médicas podem ser uma boa opção de negócio no ramo da saúde. Confira tudo sobre o assunto em nosso artigo!
imagem de recepção de franquias médicas vazia

As franquias médicas surgem como uma oportunidade para quem deseja empreender na área da saúde a partir de um modelo de negócio preestabelecido.

Desta forma, não há a necessidade de realizar um branding ou mapear e definir o porte da sua clínica, e divulgar uma marca do zero, o que pode ser uma meta arriscada sem a estratégia certa.

Porém, é necessário avaliar os prós e contras desta oportunidade de negócio, que apresenta, como qualquer outra, pontos a serem estudados como vantagens ou desvantagens.

Este artigo aborda isso e também a definição das franquias médicas, o investimento necessário e o cenário deste ramo de empreendimento.

O que é uma franquia médica?
Por que abrir franquias médicas?
Cenário do mercado de franquias
Prós e contras
Quanto custa abrir uma franquia médica?
O que franquias médicas precisam ter?

O que é uma franquia médica?

As franquias são modelos de negócio de diversos mercados, bem estruturados e com sua marca firmemente consolidada. E na área da saúde não é diferente.

As oportunidades vão desde consultórios odontológicos, clínicas de estética, laboratórios de exames, e mesmo clínicas médicas de uma ou diversas especialidades.

Vamos chamar o pilar das franquias de mãe, mais conhecida como unidade franqueadora.

No processo de abertura de franquias médicas, a franqueadora que já tem o modelo de negócio pronto, estruturado, aceito e divulgado no mercado, cede, através de uma licença, o direito do uso da marca, dos serviços e do produto.

Porém, é importante lembrar que, contratualmente, a franqueadora pode deixar de lado alguma informação essencial para manter seu franqueado interessado em prosseguir com o negócio.

Ela pode, por exemplo, oferecer os fornecedores de insumo, mas deixar de fora algum ingrediente exclusivo. Isso mantém o franqueado interessado e, de certa forma, atrelado a unidade principal que detém essa informação ou elemento.

Mulher desfocada exibindo chaves em primeiro plano

Por que abrir franquias médicas?

Além de receber um modelo de negócio pronto, com uma marca fixada em seu público, alguns processos já pensados e estratégias traçadas, como precificação de serviços e previsibilidade financeira, você ainda participa de um modelo de empreendimento em ascensão.

A seguir, conheça um pouco mais do mercado de franquias médicas, números que podem te convencer que esta categoria de negócio é uma boa oportunidade de investimento.

Cenário do mercado de franquias

O mercado de franquias tem crescido exponencialmente, especialmente em setores de saúde, beleza e bem-estar.

Segundo levantamento da ABF (Associação Brasileira de Franchising), o setor cresceu aproximadamente 17% a mais entre julho e agosto de 2022, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Entre as motivações levantadas para a busca por franquias está o retorno do público às lojas físicas no período pós pandemia.

O aumento de receita no segmento da saúde foi de 10,9%.

Prós e contras

Apesar de todo o cenário positivo que a abertura de uma franquia tem a oferecer, especialmente possibilidades de empreender de forma mais segura para quem tem um saldo de investimento alto, porém limitado, ainda existem fatores a serem avaliados para saber se essa é a melhor opção para você.

Existem outras formas de negócio para quem está começando no ramo e gostaria de crescer com um investimento mais baixo, como sociedade médica, coworking médico e holding familiar.

Entre os prós temos:

1 – Segurança financeira

O que não significa que seu negócio estará totalmente isento de mudanças de receita e fechamento de caixa, mas sim que é possível basear a previsibilidade financeira na margem de lucros histórica da franquia.

É também possível ter acesso a dados que ajudam a definir a demanda, de acordo com a quantidade de pacientes atendida mensalmente, por exemplo, pela unidade mãe.

Lembrando que, quanto mais demanda de atendimentos sua clínica tiver, mais bem preparada estruturalmente ela precisará estar para recebê-la.

Isso é possível com um bom software de agendamento online, que dá autonomia aos pacientes, para que marquem consultas até mesmo fora do horário comercial.

2 – Marca pronta

Não é necessário um processo de branding ou traçar uma estratégia de marketing médico do zero para solidificar a sua marca no mercado.

É claro que um perfil em redes sociais ajudará nessa divulgação, mas você usará a identidade visual e uma padronização já proposta pela franqueadora para tal.

Mulher e homem analisando post its coloridos

Isso sem contar outros processos, como precificação de serviços oferecidos, que já vêm tabelados a partir da unidade mãe. 

Já entre os contras, até mesmo alguns dos benefícios podem ter seu lado de sombras, vemos isso em relação à marca pronta, que pode também acarretar em:

1 – Falta de liberdade criativa

Da mesma forma que você não precisa começar um processo de branding do zero, você não pode modificar o que quiser relativo a marca, até mesmo a identidade visual e muitas vezes isso inclui desde artes gráficas até a decoração do ambiente.

2 – Alto custo financeiro

Além do investimento inicial, abrir uma franquia requer o pagamento mensal de taxas para se manter como um franqueado.

Então, colocando no bico do lápis o custo da franquia em si, investimento em infraestrutura padronizada de acordo com o modelo estipulado pela unidade mãe, e taxas mensais, é necessário ter uma boa reserva financeira para entrar neste tipo de negócio.

Quanto custa abrir uma franquia médica?

Os valores de franquia variam de acordo com o seu porte, sua receita ou segmento, além de fatores específicos de cada negócio.

Mas o site da Associação Brasileira de Franchising faz um levantamento de valores das principais franquias médicas. Veja abaixo alguns exemplos:

  • Doutores da estética – a partir de R$ 240.000,00
  • MaxSorriso – de R$ 325.000 a R$ 596.000,00
  • Docctor Med – de R$ 380.000 a R$ 400.000,00

O que franquias médicas precisam ter?

Não existe uma padronização para estrutura de franquias, visto que cada franqueadora traça a sua própria padronização de acordo com o seu segmento.

Uma clínica estética, por exemplo, terá um certo tipo de equipamento médico, já uma clínica odontológica terá outro.

Algumas coisas que podemos considerar padrão são mecanismos e ferramentas de saúde, especialmente da área de gestão, que podem auxiliar no bom funcionamento e na facilidade de processos da clínica. Um software de gestão em saúde que contenha:

  • Agendamento online;
  • Prontuário eletrônico;
  • Plataforma de telemedicina;
  • Prescrição digital;
  • Anexação de documentos e mídias do paciente.

O software de gestão da Amplimed oferece esses recursos e outras dezenas, e você pode conhecê-lo antes mesmo de decidir qual franquia abrir!

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba novidades todas as semanas em seu e-mail

Posts relacionados

Conheça os benefícios, os desafios, as principais integrações e muito mais sobre o prontuário eletrônico, suas funcionalidades e implementação.
Aprenda como criar metas para clínicas médicas neste passo a passo que acompanha 7 exemplos práticos de metas para implementar.
Saiba como realizar seu controle de vacinas para sempre ter um estoque disponível para as aplicações.
Entenda como a Amplimed, especialmente o sistema de prontuário eletrônico e telemedicina, transformaram a gestão da clínica do Dr. Asdrubal.

Antes de falar com nosso time comercial,
nos informe:

Está buscando atendimento médico? Clique aqui

É paciente? Atenção!

Nosso sistema é exclusivo para gestão de clínicas, consultórios e operadoras de saúde. Se você precisa de atendimento, conheça nosso agendamento online e encontre os melhores profissionais.