Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Pesquisar

Como um software de gestão organiza o repasse médico

Saiba como fazer o repasse médico da sua clínica de forma precisa e organizada com a ajuda de um sistema de gestão em saúde.

O software de gestão é uma ferramenta imprescindível no momento de fazer o repasse médico na clínica, já que garante a organização financeira do seu negócio.

Dessa forma, seus colaboradores estarão sempre satisfeitos com a empresa em que trabalham e a equipe permanecerá motivada.

Entenda, neste artigo, a importância de um processo financeiro bem executado de ponta a ponta e como os repasses médicos se encaixam neste cenário        

O que é repasse médico?
Regras para repasse médico
Passo a passo para o repasse médico
Qual a importância do repasse médico?
Como um software de gestão pode organizar os repasses médicos?

O que é repasse médico?

Cada setor comercial precisa de funcionários com diferentes aptidões e mão de obra especializada, e a área da saúde não foge deste modelo.

Assim sendo, o repasse médico é o mesmo que repasse financeiro, a verba destinada ao final do mês para cada um dos colaboradores, pelos serviços prestados ao longo daquele período.

De uma clínica menor até as maiores, com diversas especialidades médicas, pelo menos três vias de mão de obra estão presentes.

Um negócio de saúde menor incluirá, no mínimo, um médico, uma secretária e quem faça a manutenção de limpeza da clínica.

Já um empreendimento maior de saúde contará com uma setorização de funcionários mais detalhada, de recepcionistas até profissionais de triagem, administradores e diferentes especialistas.

Leia mais: Clínicas médicas: veja como definir o tamanho da sua 

Médico apertando a mão de gestor

Regras para repasse médico

No processo de repasse médico, é preciso manter a precisão dos dados para evitar erros de pagamento aos profissionais. 

O repasse trata-se do pagamento de valores aos médicos – que podem ser fixos ou percentuais. As regras são definidas entre a clínica e o profissional e tem como base a legislação vigente e um contrato interpartes. Por isso, pode considerar, ainda, formas de comissionamento ou pagamento por produtividade.

Em serviços prestados via planos de saúde, os pagamentos são feitos pelo paciente às operadoras. Então, as empresas de planos de saúde repassam os valores para as clínicas que, por sua vez, repassam ao médico. Isso ocorre porque os médicos são, geralmente, credenciados às clínicas. 

Leia mais: Convênios médicos: das vantagens ao credenciamento | Amplimed

Uma clínica que não possui ferramentas tecnológicas para integração de dados pode ter dificuldades para calcular o repasse médico. Afinal, as informações dos atendimentos podem ficar registradas em prontuários físicos, arquivados em caixas e salas específicas.

Para fazer o fechamento mensal nesse contexto, é necessário revisar os prontuários e contar os atendimentos. 

Esse tipo de procedimento requer longas horas e um grande envolvimento do administrador da clínica. Além disso, é impreciso e pode gerar insatisfação da equipe profissional.

Os cálculos feitos manualmente estão sujeitos a erros matemáticos simples, que não ocorrem em sistemas de gestão.

Muitas vezes, as clínicas utilizam planilhas para calcular o repasse médico. Essa estratégia pode ser suficiente quando a empresa conta com uma pequena equipe médica.

Quando o cálculo é feito para muitos profissionais, no entanto, as planilhas podem dificultar a atividade. Além disso, ferramentas como essa contam com a inserção manual de dados. Portanto, ainda estão sujeitas a equívocos de preenchimento.

Diante disso, veja a seguir um passo a passo para melhorar os cálculos de repasse médico na sua clínica. 

Passo a passo para o repasse médico

O repasse médico deve ser realizado com a maior praticidade e precisão possível. Evitar erros é importante para garantir a satisfação dos profissionais e poupar um retrabalho da equipe administrativa. Os passos para realizar o repasse médico com qualidade são os seguintes: 

  • Centralize as informações;
  • Organize os atendimentos;
  • Utilize uma ferramenta para cálculo;
  • Revise os dados;
  • Valorize a transparência. 

médico digita no teclado com estetoscópio ao lado

1. Centralize as informações

A organização de informações começa pela centralização do controle de dados. Se você não tiver um sistema para calcular os repasses, tenha, pelo menos, uma planilha ou um caderno para fazer as anotações. O nível de segurança e de automação da gestão vai variar de acordo com a ferramenta, mas garanta o mínimo necessário. 

2. Organize os atendimentos

Com a organização básica do repasse médico, você não perde tempo refazendo cálculos ou conferindo documentos de plantão. Ao reduzir as interrupções, o processo de conferência e ajuste dos valores será mais simples. 

imagem

3. Plataforma para cálculo

Além de centralizar as informações de consultas, é importante organizá-las de acordo com tipo de procedimento, utilização de convênio e nome do profissional. Com essa classificação, será mais fácil calcular o repasse médico. Além disso, você poderá utilizar esses dados para o controle financeiro da clínica.

Uma ferramenta para calcular o repasse médico vai aumentar a produtividade da sua clínica. Com ela, é possível utilizar todas as informações centralizadas e classificadas de forma prática.

Um software médico de gestão, por exemplo, automatiza o cálculo de repasses. Assim, é possível fazer o fechamento mensal a partir dos prontuários eletrônicos pelos quais cada médico é responsável ou, ainda, de acordo com outros parâmetros estabelecidos. 

4. Revisão dos cálculos

Após o cálculo, é necessário revisar os resultados antes de efetuar os repasses. Mesmo que sua equipe tenha sido cuidadosa, utilize os dados do sistema para garantir a precisão dos valores.

A melhor forma de fazer a verificação é realizá-la com a comparação dos relatórios financeiros com os dados de atendimentos. Para isso, emita relatórios com seu sistema de gestão. 

5. Transparência das informações

A transparência também é fundamental. Você precisa disponibilizar as informações que embasaram os cálculos para os profissionais que desejam conferi-las. Dessa forma, eventuais equívocos serão facilmente corrigidos e insatisfações podem ser discutidas. 

Secretária ao telefone

Qual a importância do repasse médico?

O principal ponto do repasse é estar dentro de conformes legislativos e direito do trabalhador, afinal, por mais amor que se deposite na profissão, ainda é dali que sai o sustento.

Por isso, é necessário traçar uma estratégia de distribuição da verba de funcionários de acordo com o contrato trabalhista.

Do contrário, o funcionário pode pleitear seus direitos na justiça e causar uma crise que precisará ser bem gerenciada pelo estabelecimento.

Além disso, a valorização monetária de cada funcionário leva a sensação de reconhecimento e pertencimento aos colaboradores.

Isso faz com que eles trabalhem de maneira mais satisfatória e produtiva, resultando em melhores rendimentos para a clínica ao estabelecer vínculos e criar uma melhor experiência para o paciente.

Você também irá gostar de: Recursos humanos para clínicas

tela do módulo financeiro Amplimed em um tablet

Como um software de gestão pode organizar os repasses médicos?

A organização do setor financeiro da sua empresa é fundamental. Dados organizados facilitam os cálculos para os repasses médicos. Com isso, você evita problemas erros durante o processo de pagamento. 

Organizar os dados consiste, também, em manter as documentações referentes aos atendimentos de cada médico. Dessa forma, caso algum profissional solicite a verificação dos repasses, você pode disponibilizar os comprovantes. 

Um software de gestão médica é a solução para isso. Essa ferramenta garante que todos os dados estejam integrados, desde o agendamento online até o repasse médico. Assim, com o software de gestão Amplimed, o repasse médico será mais preciso e seguro. Afinal, contará com a automatização e o armazenamento em nuvem

O sistema Amplimed possui, ainda, um módulo especializado em gestão financeira, com dezenas de recursos:

  • Relatório de atendimento por convênio médico;
  • Central de custos;
  • Rentabilidade por procedimentos realizados;
  • Procedimentos realizados;
  • Tempo médio de atendimento por profissional.

Além disso, o módulo financeiro possibilita a configuração de repasse médico automático. Portanto, sua clínica contará com toda a segurança do nosso sistema para os repasses mais rápidos e precisos. 

Você pode conhecer mais sobre as vantagens de utilizar o módulo de pagamento online e os relatórios gerenciais disponíveis no software médico da Amplimed no nosso blog.

E se você já conhece os benefícios, é o momento de adquirir os módulos mais completos do sistema Amplimed.

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba novidades todas as semanas em seu e-mail

Posts relacionados

Conheça o sistema de gestão que auxilia no gerenciamento de sua clínica de ponta a ponta e descubra 9 formas práticas para diminuir custos.
Conheça os benefícios, os desafios, as principais integrações e muito mais sobre o prontuário eletrônico, suas funcionalidades e implementação.
Você sabe por que deve implementar um sistema de agendamento médico em sua clínica? Conheça 6 benefícios que podem convencê-lo.
Como medir o faturamento da clínica? Saiba como um sistema de gestão pode ajudar no controle financeiro do seu negócio de saúde.

Antes de falar com nosso time comercial,
nos informe:

Está buscando atendimento médico? Clique aqui

É paciente? Atenção!

Nosso sistema é exclusivo para gestão de clínicas, consultórios e operadoras de saúde. Se você precisa de atendimento, conheça nosso agendamento online e encontre os melhores profissionais.