Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Pesquisar

Realidade virtual aplicada na medicina: como a tecnologia pode ajudar nos tratamentos

A realidade virtual aplicada na medicina é um tema de muita importância na era da Saúde 5.0. Saiba mais em nosso blog!

Se você está atento às notícias e novidades ao redor do mundo, já sabe que a realidade virtual está sendo usada com cada vez mais frequência. Mas, afinal, como ela potencializa a medicina? Saiba mais!

A realidade virtual aplicada na medicina é um tema de muita evidência na era da Saúde 5.0. Compreender este assunto é importante para implementar novidades na sua clínica e diferenciar-se entre os profissionais de saúde

Continue a leitura para saber mais!

O que é realidade virtual?
Quais os benefícios da realidade virtual aplicada na medicina?
Como a realidade virtual na medicina pode ajudar nos tratamentos?
Prós e contras da realidade virtual aplicada na medicina

Óculos de realidade virtual aplicada na medicina.

O que é realidade virtual?

Quando falamos em realidade virtual, muitos de nós pensam em filmes de ficção científica, não é mesmo? Mas a verdade é que, hoje, essa tecnologia combina totalmente com nosso dia a dia, inclusive na área da saúde.

Leia também: Tecnologia da saúde: próximas tendências da era digital para ficar de olho

Hoje, falar em realidade virtual é falar em metaverso. Ou seja, criar uma realidade diferente por meio da tecnologia de um sistema computacional. 

E, mais do que isso, possibilitar que as pessoas sejam adicionadas neste ambiente e experimentem diferentes sensações.

Embora possa parecer futurista, na medicina essa tecnologia está cada vez mais presente, já que pode ser utilizada desde técnicas de treinamento médico até tratamento de fobias, por exemplo. Saiba mais:

Quais os benefícios da realidade virtual aplicada na medicina?

Para começar, você precisa saber que a realidade virtual aplicada na medicina é fundamentalmente diferente de outros setores. Isso porque a saúde não é uma área tão familiarizada com esse conceito. 

Nesse ecossistema, a realidade virtual também permite simular situações, aprofundar experiências e colocar os conhecimentos adquiridos em prática. 

Mas a melhor parte é que tudo isso acontece sem que o paciente tenha que correr qualquer risco. 

Ou seja: a realidade virtual aplicada na medicina potencializa o aprendizado do profissional, facilita a visualização da anatomia humana e muito mais, tudo ao mesmo tempo em que reduz os custos médicos, melhora a experiência do paciente e os resultados.

Quer entender melhor? Continue a leitura:

Como a realidade virtual na medicina pode ajudar nos tratamentos?

Desde treinar futuros médicos até melhorar a experiência do paciente, a realidade virtual aplicada na medicina tem várias abordagens para colaborar com a saúde. Veja alguns exemplos:  

Tratamento de pacientes

A realidade virtual é muito útil para o planejamento de operações complexas. Uma equipe cirúrgica, por exemplo, consegue ensaiar a intervenção planejada para um determinado caso. 

Dessa forma, o paciente e a equipe cirúrgica ganham em segurança e precisão. 

Se você está se perguntando como isso é possível, saiba que ferramentas de realidade virtual são capazes de compilar dados a partir de tomografias computadorizadas, ressonâncias e ultrassonografias. 

Além disso, essa tecnologia pode ser usada para tratar pacientes com fobias. A técnica é aplicada em terapias de exposição e foi descoberta por psiquiatras da Duke University School of Medicine.  

Os pacientes são inseridos em ambientes controlados com o objetivo de entrar em contato com seus medos e fobias. Esse também é o caso de pacientes com Transtorno de Estresse Pós-traumático.

É importante destacar que esta experiência é feita com segurança, privacidade e acompanhamento médico qualificado. 

Controle da dor

Uma das piores dores que um ser humano pode sofrer são causadas por queimaduras. Além de ser uma dor constante, ela pode se intensificar durante os tratamentos dos machucados e nos exercícios propostos na fisioterapia.  

Mas você sabia que toda essa dor pode ser aliviada com um jogo de realidade virtual? 

O SnowWorld é um jogo desenvolvido pela Universidade de Washington, onde o intuito é que o jogador lance bolas de neve em pinguins, utilizando o mouse, enquanto o tratamento é realizado. Conforme as bolas são acertadas, o jogador conquista pontos.

Para comprovar a eficácia, a instituição de origem do game fez um estudo por meio das imagens escaneadas do cérebro e se constatou que o paciente teve diminuição da dor.

Os efeitos e resultados dessa terapia têm surpreendido médicos e cientistas.

Treinamento cirúrgico

Durante sua formação, estudantes aprendem a fazer cirurgias por meio de cadáveres. Em um segundo momento, eles também participam de procedimentos médicos reais, auxiliando médicos cirurgiões durante o processo. Apenas depois de formados eles estão aptos a realizar cirurgias com sua equipe.  

No entanto, se pensarmos na importância da prática médica e todo cuidado que deve ser envolvido, essas experiências podem não ser suficientes. 

Com isso em vista, a realidade virtual aplicada na medicina auxilia no treinamento cirúrgico, sem oferecer riscos para os pacientes.  

A Universidade de Stanford é um ótimo exemplo de utilização de um simulador de cirurgias. 

O aparelho permite que o aprendizado seja mais completo, pois os estudantes podem aprender com seus erros sem colocar a vida de pacientes em risco. 

Além disso, eles também têm a possibilidade de receber feedbacks em tempo real sobre sua atuação. 

Aprimoramento da cognição social

Agora, com a ajuda da realidade virtual aplicada na medicina, jovens com espectro autista podem formar suas habilidades sociais.

Isso é possível graças a um programa de treinamento desenvolvido por professores da Universidade do Texas. 

Os pacientes são inseridos em situações de interação social, como entrevistas de empregos, encontros com amigos e idas ao supermercado. 

Durante a experiência, suas ondas cerebrais são monitoradas. Os resultados apontam a eficácia da terapia, já que há um aumento das atividades cerebrais relacionadas à compreensão social. 

Recuperação em fisioterapia

O Neuro Rehab VR é um programa que ajuda pacientes que sofreram AVC ou traumas espinhais usando jogos virtuais. 

Assim, eles recuperam suas funções motoras e sensoriais no menor tempo possível.  

A empresa responsável pelo jogo desenvolve exercícios com o auxílio de médicos e terapeutas. 

Os treinamentos feitos com realidade virtual aplicada na medicina são capazes de adaptar cada atividade às necessidades terapêuticas do paciente.  

Seu principal objetivo é transformar a fisioterapia em um processo mais agradável e aumentar o envolvimento do paciente com o tratamento.  

Fisioterapeuta realizando

Medicina preventiva com realidade virtual

A realidade virtual não é usada apenas para tratar o paciente, mas também para educá-lo e auxiliar a fazer escolhas saudáveis no estilo de vida.

Entre elas, parar de fumar, reduzir o consumo de álcool e praticar exercícios físicos. Jogos de imersão em outra realidade podem colaborar muito para isso. 

Prós e contras da realidade virtual aplicada na medicina

Uma das grandes vantagens da realidade virtual aplicada na medicina é que esses ambientes podem ser facilmente transformados. Uma sala de cirurgia pode virar uma praia relaxante e os dois cenários podem ter utilidade na medicina.

Além dessa flexibilidade, a realidade virtual também é vantajosa porque vai além da medicina. Ela pode ser aplicada em diversas atividades relacionadas à saúde.

E, é claro, os pacientes serem mantidos em condições totalmente seguras também é um benefício de valor incalculável. 

Vale lembrar também que a realidade virtual colabora para a visualização precisa e muito mais avançada se compararmos com outros meios convencionais. 

Em síntese, é difícil competir com a realidade virtual. Na atualidade, nenhuma outra tecnologia pode fazer os pacientes emergirem em diferentes cenários por meio da visão e da audição dessa mesma forma.  

Em outra perspectiva, sabemos que a implementação da realidade virtual demanda programas de computador elaborados, além de outros equipamentos indispensáveis. Portanto, uma grande barreira é, normalmente, o custo. 

Criança jogando no computador.

Outra preocupação de profissionais de saúde na atualidade é o  vício em jogos. Por isso, a possibilidade de vício em realidade virtual também levanta a preocupação dos médicos. 

Além disso, outro problema dos dispositivos de realidade virtual é a tendência de causar náusea e outros sintomas semelhantes em alguns usuários.

Especialmente na área médica, essa desvantagem tem grande impacto, já que estamos falando de pessoas que podem ser mais sensíveis a esses efeitos devido às suas condições de saúde.

___________

Se você chegou até aqui, é porque, provavelmente, está interessado em inovar sua prática médica e investir mais em tecnologia, certo?

Neste caso, tenho um material perfeito para você continuar sua jornada em busca de uma clínica mais conectada. Confira nosso webinar sobre conexão na saúde:

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba novidades todas as semanas em seu e-mail

Posts relacionados

Conheça o sistema de gestão que auxilia no gerenciamento de sua clínica de ponta a ponta e descubra 9 formas práticas para diminuir custos.
Conheça os benefícios, os desafios, as principais integrações e muito mais sobre o prontuário eletrônico, suas funcionalidades e implementação.
Você sabe por que deve implementar um sistema de agendamento médico em sua clínica? Conheça 6 benefícios que podem convencê-lo.
Como medir o faturamento da clínica? Saiba como um sistema de gestão pode ajudar no controle financeiro do seu negócio de saúde.

Antes de falar com nosso time comercial,
nos informe:

Está buscando atendimento médico? Clique aqui

É paciente? Atenção!

Nosso sistema é exclusivo para gestão de clínicas, consultórios e operadoras de saúde. Se você precisa de atendimento, conheça nosso agendamento online e encontre os melhores profissionais.