Estamos em conformidade com as normas LGPD e a resolução CFM/2299 – saiba mais

Pesquisar

Qual é a história da Cruz Vermelha?

No dia 8 de Maio, comemoramos o Dia Internacional da Cruz Vermelha, mas você sabe qual é o papel dessa organização? 

A Cruz Vermelha é uma instituição internacional humanitária que não tem qualquer tipo de vínculo com o Estado. Ela trabalha na defesa de pessoas em situação de vulnerabilidade por conta dos conflitos armados. Seus principais objetivos são oferecer ajuda para garantir a proteção desses indivíduos e aliviar o sofrimento causado pela guerra. 

Para isso, a Cruz Vermelha é estruturada com base em três organizações diferentes que juntas formam o Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho

A instituição foi criada em 1863 graças aos depoimentos relatados pelo empresário suiço Henri Dunant, que ficou tocado com a mortalidade e o descaso com os feridos em uma batalha em 1859. O Dia Internacional da Cruz Vermelha é comemorado no dia 8 de Maio em homenagem ao dia de seu nascimento. 

Ficou interessado na história da Cruz Vermelha? Confira o conteúdo completo e saiba de todos os detalhes! 

Qual é a origem da Cruz Vermelha? 

O Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho tem origem na cidade de Genebra, na Suíça, em 1863. A criação dessa organização surgiu a partir da necessidade internacional de diminuir o sofrimento de pessoas que enfrentam conflitos armados, identificada na segunda metade do século XIX. 

Antes da Cruz Vermelha iniciar seu trabalho, a maioria dos soldados feridos em combate não recebia qualquer tipo de cuidado médico. Por conta disso, grande parte deles era deixada em campo de batalha para morrer. 

Essa triste realidade levou o empresário suíço Jean-Henri Dunant a se indignar com o que ele acabou presenciando em uma batalha ocorrida em 1859, na Itália. 

Ainda que não atuasse na área da saúde, Dunant tinha certa relevância social. Além disso, era filho de pais calvinistas, pessoas que faziam parte de uma religião que acreditava na predestinação, valorização dos bons costumes e na defesa do trabalho e do lucro. 

Por isso, desde criança, Dunant foi ensinado a praticar a generosidade com o próximo e aprender a importância das obras de caridade. Mesmo atuando como empresário, sempre se envolveu com trabalhos sociais. 

No ano de 1859, ele viajou para a Itália para fazer negócios com Napoleão III. Nesse período, estava acontecendo a Batalha de Solferino. O combate ocorreu no dia 24 de junho e fez parte dos conflitos ocasionados pela Unificação da Itália. 

Nesse cenário, milhares de soldados austríacos, italianos e franceses, que eram aliados da Itália, sofriam com seus ferimentos sem receber o tratamento adequado

Isso levou Henri Dunant a deixar seus negócios em um segundo plano para criar um grupo de voluntários para realizar o tratamento de alguns feridos. Ao retornar para a Suíça, ele escreveu um livro chamado Lembranças de Solferino, que foi publicado em 1862. Seus relatos expunham os descaso com os soldados feridos e ficou conhecido por toda a Europa. 

A atenção recebida por pessoas influentes no continente europeu fez com que quatro suíços tivessem a ideia de se juntar a Dunant para formar um comitê específico para prestar socorro a soldados feridos em combate. Essas pessoas eram Gustave Moynier, Guillaume-Henri Dufour, Louis Appia e Theodore Maunoir. 

Dessa forma, o Comitê dos Cinco, como foi chamado, se reuniu entre os dias 26 a 29 de Outubro de 1863. Por isso, o dia 26 de Outubro é considerado como o Dia da Fundação da Cruz Vermelha. 

Já em 1864, os membros da Cruz Vermelha encaminharam convites para os governos dos países europeus, além dos Estados Unidos, México e Brasil. A ideia era convidar os governadores dessas nações para estabelecer as primeiras determinações humanitárias do mundo. 

A partir do que foi conversado nessa convenção, criou-se o documento “Convenção de Genebra para a Melhoria das Condições dos Feridos das Forças Armadas em Campo”. Essa foi a primeira ferramenta internacional de proteção dos médicos que trabalhavam em conflitos de maneira neutra e voluntária. 

Infelizmente, em 1867, Henri Dunant declarou falência de seus negócios pessoais. Isso acabou acontecendo porque ele dedicou mais tempo para a Cruz Vermelha do que para a sua própria empresa. Além disso, o fundador da instituição também teve problemas com outro membro, Gustave Moynier, causando sua saída da organização. 

Ainda assim, em 1901, Henri Dunant foi premiado com o Prêmio Nobel da Paz por toda sua importância e participação humanitária na área da saúde. 

Qual é a missão da Cruz Vermelha? 

Missão Cruz Vermelha Amplimed

Além de garantir a proteção de pessoas que sofrem por conta de conflitos armados, a Cruz Vermelha também pode atuar em outras situações de emergência, como aquelas causadas por desastres naturais, por exemplo.

Em suma, a instituição é caracterizada por ser um grupo de pessoas voluntárias que trabalha para amenizar o sofrimento desses indivíduos. 

Dentro do site da organização, a proposta apresentada pela Cruz Vermelha é: 

“O Comitê Internacional da Cruz Vermelha é uma organização imparcial, neutra e independente, cuja missão exclusivamente humanitária é proteger a vida e a dignidade das vítimas de conflitos armados e outras situações de violência, assim como prestar-lhes assistência. O CICV também se esforça para evitar o sofrimento por meio da promoção e fortalecimento do direito e dos princípios humanitários universais.”

Outros pontos importantes da missão da organização apresentados no site são: 

  • agir, em caso de guerra, e preparar-se, na paz, para atuar em todos os setores abrangidos pelas Convenções de Genebra e em favor de todas as vítimas de guerra, tanto civis como militares;
  • contribuir, para a melhoria de saúde, prevenção de doenças e o alívio do sofrimento através de programas de treinamento e de serviços que beneficiem a comunidade; adaptados às necessidades de peculiaridades nacionais e regionais, podendo também, para isso, criar e manter cursos regulares, profissionalizantes e de nível superior;
  • organizar, dentro do plano nacional, serviços de socorros em emergências às vítimas de calamidades, seja qual for a causa;
  • recrutar, treinar e aplicar o pessoal necessário às finalidades da instituição;
  • incentivar a participação de jovens voluntários nos trabalhos da Cruz Vermelha, qualificando-o às finalidades da instituição;
  • divulgar os princípios humanitários da Cruz Vermelha, a fim de desenvolver na população os ideais de paz, respeito mútuo e compreensão entre todos os homens e todos os povos.

Como funciona a estrutura da Cruz Vermelha? 

Os conflitos armados em diversas regiões do mundo e o aumento significativo de feridos em combate fizeram com que a Cruz Vermelha precisasse atuar de forma eficaz nos países onde atua para alcançar as pessoas que precisam de tratamento médico e humanitário por conta das guerras. 

Por isso, a Missão Internacional da Cruz Vermelha é uma instituição dividida em três partes: 

Comitê Internacional da Cruz Vermelha 

Foi criado em 1863 e tem como objetivo prestar atendimento para os soldados feridos em conflitos armados, assim como dar apoio aos civis e população afetada. É representada por um grupo de gestão dividido em cinco instâncias. 

Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho 

Surgiu em 1919 tendo como intuito unificar a comunicação entre as várias operações da Cruz Vermelha ao redor do mundo. Também é responsável por gerenciar as ações realizadas pela instituição globalmente. 

Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho 

Área que representa as 191 sociedades nacionais que compõem a Cruz Vermelha. É importante destacar que cada sociedade representa um país onde a instituição atua. 

Como surgiu o símbolo da Cruz Vermelha? 

No momento de sua origem, foi determinado que o símbolo da instituição seria uma cruz na cor vermelha, assim como seu próprio nome sugere. 

De acordo com as pesquisadoras Maria Neusa Fernandes e Susana Camargo Vieira, essa escolha teve como objetivo reforçar a origem da organização. Por isso, a ideia era fazer com que o símbolo fosse uma inversão da bandeira suíça, formada por fundo vermelho e uma cruz branca no centro. Já a bandeira da Cruz Vermelha tem fundo branco com a cruz em vermelho centralizada. 

Porém, no começo do século XX, a população turca pressionou a Cruz Vermelha, fazendo com que a instituição optasse por adicionar um novo símbolo em países muçulmanos. Nesse caso, ao invés da cruz, temos uma lua crescente vermelha no centro. 

Sendo assim, atualmente, tanto a cruz quanto a lua crescente vermelha são símbolos da organização, que alega não fazer nenhuma conotação religiosa, apenas fazendo referência à esperança e proteção de todos os seres humanos. 

Como surgiu a Cruz Vermelha no Brasil? 

A Cruz Vermelha começou sua atuação no Brasil no começo do século XX graças ao médico Joaquim de Oliveira Botelho

Ele organizou um evento que serviu como base para a implantação da instituição no nosso país em 1907, no Rio de Janeiro. Porém, a fundação oficial da organização se deu em 5 de Dezembro de 1908, quando o estatuto da entidade foi estabelecido. 

O reconhecimento internacional da Cruz Vermelha brasileira ocorreu em 1919. O primeiro presidente da entidade no país foi o médico sanitarista Oswaldo Cruz

A atuação da instituição brasileira teve início na Primeira Guerra Mundial, onde o Brasil se posicionou contra a Alemanha depois do ataque de um submarino alemão contra os navios brasileiros. 

Sendo assim, nosso país se transformou em um aliado da Tríplice Entente, formada pelos Estados Unidos, França e Inglaterra. O Brasil prestou ajuda enviando medicamentos e profissionais da saúde para atender os feridos em combate da melhor maneira possível. 

Outro avanço aconteceu em 1916, quando a Cruz Vermelha brasileira permitiu que mulheres também pudessem participar da organização. Por isso, foram criadas as Damas da Cruz Vermelha, que contribuíram para a formação de mais enfermeiras em nosso país. Antes da ação médica e humanitária do Brasil na Primeira Guerra Mundial, as mulheres não atuavam dentro da área da saúde, nem como enfermeiras e nem como médicas. 

Hoje, a Cruz Vermelha brasileira está presente em 20 estados e no Distrito Federal. Sua sede é localizada no Rio de Janeiro. 
Gostou do nosso conteúdo? Continue acompanhando o Blog da Amplimed para ficar por dentro das novidades, inovações e demais assuntos importantes dentro da área da saúde!

Inscreva-se em nossa newsletter

Receba novidades todas as semanas em seu e-mail

Posts relacionados

Conheça o sistema de gestão que auxilia no gerenciamento de sua clínica de ponta a ponta e descubra 9 formas práticas para diminuir custos.
Conheça os benefícios, os desafios, as principais integrações e muito mais sobre o prontuário eletrônico, suas funcionalidades e implementação.
Você sabe por que deve implementar um sistema de agendamento médico em sua clínica? Conheça 6 benefícios que podem convencê-lo.
Como medir o faturamento da clínica? Saiba como um sistema de gestão pode ajudar no controle financeiro do seu negócio de saúde.

Antes de falar com nosso time comercial,
nos informe:

Está buscando atendimento médico? Clique aqui

É paciente? Atenção!

Nosso sistema é exclusivo para gestão de clínicas, consultórios e operadoras de saúde. Se você precisa de atendimento, conheça nosso agendamento online e encontre os melhores profissionais.